DEC.LEI Nº344/97

TODOS OS TEXTOS SÃO DA PROPRIEDADE DO AUTOR E ESTÃO REGISTADOS AO ABRIGO DA LEI DA PROTECÇÃO DOS DIREITOS AUTORAIS E PROPRIEDADE INTELECTUAL. INCORRE NO CRIME DE CONTRAFACÇÃO QUEM SE APROPRIAR, COPIAR, PLAGIAR E MENCIONAR NO TODO OU/E EM PARTE OS TRABALHOS AQUI PUBLICADOS, EM CONFORMIDADE COM O CÓDIGO DE DIREITOS DE AUTOR E DOS DIREITOS CONEXOS.
.
.
.
Escrever é poder amar-te



domingo, 27 de janeiro de 2008

MARIA TERESA

Chocaram um no outro, olharam-se desconfiados na expectativa da desculpa mútua. Ele arregalou os olhos e disse Maria Teresa, és tu Maria Teresa e ela acenou com a cabeça perguntado-se quem sería aquele que lhe dizía o nome de forma tão familiar e do rosto nenhum traço lhe acendía a lembrança. Ah, Maria Teresa quanto tempo! Tanto tempo e tu na mesma! Lembras-te de mim, não lembras? Mas Maria Teresa só lhe conhecía o timbre, da calva reluzente e do bigode sal e pimenta, nada, tão pouco das orelhas tão grandes e dos papos gordos à roda dos olhos, sim, claro que me lembro... pois é, velhos tempos Maria Teresa, mas conta-me que tens feito, deves ter um bando de filhos e até netos aposto, eu fiquei solteiro, tu não me quiseste!Maria Teresa sentiu o chão fugir-lhe e a memória chegar-lhe perto como uma chapada, o homem que brilhava oleoso e careca tinha sido a sua grande paixão, o seu grande amor. Sentiu-se tonta, o choque de o rever parecía-lhe tão dorido quanto o dia em que se afastara dele por capricho. E no final também ela ficara sózinha. Pediu-lhe desculpa, há coincidências assim no mundo, no nome de Maria Teresa mas ela não era quem ele pensava, ele devía ter feito alguma confusão, sorriu e afastou-se apressada.

2 comentários:

Whispers in night disse...

Se afastar, deixar a lembranca do que foi, muitas vezes ee a coisa mais certa que se pode fazer, tudo na vida tem seu tempo, tolo daquele que quer trazer o tempo de volta, porque na verdade o que se passou e o que fomos jamais voltara
Beijos mil
Rachel

Lu@r disse...

Devia ser assim o amor...