DEC.LEI Nº344/97

TODOS OS TEXTOS SÃO DA PROPRIEDADE DO AUTOR E ESTÃO REGISTADOS AO ABRIGO DA LEI DA PROTECÇÃO DOS DIREITOS AUTORAIS E PROPRIEDADE INTELECTUAL. INCORRE NO CRIME DE CONTRAFACÇÃO QUEM SE APROPRIAR, COPIAR, PLAGIAR E MENCIONAR NO TODO OU/E EM PARTE OS TRABALHOS AQUI PUBLICADOS, EM CONFORMIDADE COM O CÓDIGO DE DIREITOS DE AUTOR E DOS DIREITOS CONEXOS.
.
.
.
Escrever é poder amar-te



sexta-feira, 2 de novembro de 2007

A LOUCA

As palavras dos outros servíam-lhe na perfeição de um fato feito sob medida mas na lingerie da alma, no avesso do mundo exaltava a cor da loucura. Torcía desejos e vontades em torniquetes amarfanhados pela contrariedade da normalização, socializava-se com pés de cabra sob os linhos das toalhas de mesa e escondía cicatrizes esculpidas a canivete num coração que vía rostos no formato das nuvens felpudas.
Sufocaram-na na militarização da ordem e dos números, ajoelhou sob o cabresto do dever e um dia cheia, a implodir do que a sustinha viva rasgou a roupa, correu nua pela cidade, devorou-se ao escárnio dos que passavam.
Despiu as palavras dos outros e atirou-se no remoinho das suas.
Há quem diga que quando o sol aparece a riscar de laranja o negrume da noite partida a louca grita para que ele nasça.

6 comentários:

Só Para Ti disse...

Just perfect, minha mestra da palavra!
Beijo

.... disse...

Talvez a "louca" não fosse tão louca!
"Sufocaram-na na militarização da ordem e dos números, ajoelhou sob o cabresto do dever e um dia cheia, a implodir do que a sustinha viva rasgou a roupa, correu nua pela cidade, devorou-se ao escárnio dos que passavam.
Despiu as palavras dos outros e atirou-se no remoinho das suas."

Será que era assim tão louca?

Lu@r disse...

Com o meu casaco escondo o seu corpo perante os olhares indiscretos...

Beijo suave

Bichinho disse...

Um grito de louca aqui deixo...
Beijo fantasma.

Eärwen Tulcakelumë disse...

Escreves bem Sant'Ana. O dom da palvra... aproveite!

Pérolas incandescentes de inspiração.

Eärwen

Papoila disse...

Pois é miga..
por vezes achamos que as palavras dos outros nos servem na perfeição... e quando descobrimos que não, então , passamos por loucas.

Beijos
BF