DEC.LEI Nº344/97

TODOS OS TEXTOS SÃO DA PROPRIEDADE DO AUTOR E ESTÃO REGISTADOS AO ABRIGO DA LEI DA PROTECÇÃO DOS DIREITOS AUTORAIS E PROPRIEDADE INTELECTUAL. INCORRE NO CRIME DE CONTRAFACÇÃO QUEM SE APROPRIAR, COPIAR, PLAGIAR E MENCIONAR NO TODO OU/E EM PARTE OS TRABALHOS AQUI PUBLICADOS, EM CONFORMIDADE COM O CÓDIGO DE DIREITOS DE AUTOR E DOS DIREITOS CONEXOS.
.
.
.
Escrever é poder amar-te



sexta-feira, 9 de novembro de 2007

ABRAÇA-ME

Vem. Chega perto...
Braços em paralelo estirados ao corpo adiante, as palmas em concha para tomarem no tacto as costas, os ombros, no aperto encostado de toráx contra tórax, o bater do coração descompassado, apressado, doido por entrar no peito que se une fazendo dele o seu novo segredo. Cinge forte, em relevo ossos, carne, tanta pele eriçada no morno esconder, mimetiza-se nas veias o sentir amoroso, esfrega odores em pescoço oferecido a queixo, boca, olhos que devoram olhos, humidas sentinelas que bebem de palavras escondidas o que se entrega no valor de um abraço.

3 comentários:

Putty Cat disse...

UAU....

Transcreveste o verdadeiro significado de um abraço.

Senti-lo, todos sentimos, pelo menos uma vez na vida, mas aí, sempre de maneira tão diferente, tão nossa.
Eu, já tive o privilégio de o sentir várias vezes e todas, sempre, de maneira única.

Adorei, querida amiga.

Beijo e abraço apertado

Lu@r disse...

Uma união perfeita...

Papoila disse...

Abraços de carinho para ti

BF