DEC.LEI Nº344/97

TODOS OS TEXTOS SÃO DA PROPRIEDADE DO AUTOR E ESTÃO REGISTADOS AO ABRIGO DA LEI DA PROTECÇÃO DOS DIREITOS AUTORAIS E PROPRIEDADE INTELECTUAL. INCORRE NO CRIME DE CONTRAFACÇÃO QUEM SE APROPRIAR, COPIAR, PLAGIAR E MENCIONAR NO TODO OU/E EM PARTE OS TRABALHOS AQUI PUBLICADOS, EM CONFORMIDADE COM O CÓDIGO DE DIREITOS DE AUTOR E DOS DIREITOS CONEXOS.
.
.
.
Escrever é poder amar-te



domingo, 1 de novembro de 2009

AINDA TANTO, TANTO

Ainda me resta muito do que te possa dizer, que mesmo das pausas nada inocentes com que te prendo, há intencão de te manter aqui até exausto de tantas viagens a loucura dos dias seja a rotina das histórias com que me encho, que me faço viva, que te faço vidas de outros como minha soía e tu sem saberes quem eu sou queres sempre que seja quem sou, não vá eu faltar e tu extingues-te por só existires para eu te contar um milhão de histórias.

1 comentário:

triliti star disse...

porque só existo enquanto não escreveres a palavra fim.