DEC.LEI Nº344/97

TODOS OS TEXTOS SÃO DA PROPRIEDADE DO AUTOR E ESTÃO REGISTADOS AO ABRIGO DA LEI DA PROTECÇÃO DOS DIREITOS AUTORAIS E PROPRIEDADE INTELECTUAL. INCORRE NO CRIME DE CONTRAFACÇÃO QUEM SE APROPRIAR, COPIAR, PLAGIAR E MENCIONAR NO TODO OU/E EM PARTE OS TRABALHOS AQUI PUBLICADOS, EM CONFORMIDADE COM O CÓDIGO DE DIREITOS DE AUTOR E DOS DIREITOS CONEXOS.
.
.
.
Escrever é poder amar-te



sábado, 17 de maio de 2008

NUA

Qualquer dia quando menos esperares surpreendo-te, tiro a roupa, deixo-me nua em frente a ti. Até posso dançar e voltear, beliscar-te os sentidos entre véus que te atiçam o paladar e mãos que te puxam até sentir os teus joelhos nos meus, o hálito muito perto, o bafo quente do meu peito junto ao coração que te dispara e com que brinco, fujo, persigo-te na vontade de me teres e no desejo que te aumento pela corda de palavras que ato no teu pescoço e te trazem até mim, conto-te façanhas, manhas, segredos indecorosos só para te aguar, espevito a besta e peço o poeta. Um dia destes dispo-me mas de nada servirá se não me souberes ver nua na alma.

1 comentário:

Nocturno disse...

Espero um momento assim...

Bons sonhos
Beijo