DEC.LEI Nº344/97

TODOS OS TEXTOS SÃO DA PROPRIEDADE DO AUTOR E ESTÃO REGISTADOS AO ABRIGO DA LEI DA PROTECÇÃO DOS DIREITOS AUTORAIS E PROPRIEDADE INTELECTUAL. INCORRE NO CRIME DE CONTRAFACÇÃO QUEM SE APROPRIAR, COPIAR, PLAGIAR E MENCIONAR NO TODO OU/E EM PARTE OS TRABALHOS AQUI PUBLICADOS, EM CONFORMIDADE COM O CÓDIGO DE DIREITOS DE AUTOR E DOS DIREITOS CONEXOS.
.
.
.
Escrever é poder amar-te



domingo, 28 de outubro de 2007

RETRATO A PRETO E BRANCO

Há um mistério indecifrável na vida dela, um tesouro sem forma e cheio de conteúdo, adjectivos são todos aquém do que carrega.
A mulher que caminha vai leve e tão cheia, beleza e suavidade perfumam no halo que a protege o espaço entre o mortal e o centenário. Leva flores no rosto, águas do ventre que a fazem mitologia e dos pés raízes que a cravam na terra como se árvore fosse.
A mulher que foi não é mais.
A preto e branco nas tranças apertadas sugou tempos a outras gerações e agora espalmada e horizontal ainda fica menina, ainda o esquife se torna álbum de fotografia.

3 comentários:

Dias disse...

A tua excelencia impede-me de captar o todo, fico-me (julgo) orgulhosamente pelos dois terços.

Desses dois terços, mais do terço que me foge, tenho apenas adjetivos aquém do que carrego para te ilustrar os verbos.

Beijo

MBSilva disse...

Simplesmente... fantástico!

Todos temos os nossos segredos, não é assim?

Um beijinho grande e boa semana!

Papoila disse...

todas nós mulheres carregamos um certo mistério... nem que mais não seja o mistério dos sonhos por realizar.

Beijinhos
BF